Histórico

BPEBBANNER


A data oficial da inauguração da Biblioteca foi no dia 13 de maio de 1811, que passou a funcionar na Livraria dos Jesuítas, atual Catedral Basílica, situada no Terreiro de Jesus. A partir daí, a Biblioteca percorre uma trajetória de mudanças do seu local de funcionamento até a construção da sua sede atual:

- Em 1912, com a crise política e um incêndio resultante do bombardeio na cidade do Salvador, sérios danos foram causados ao acervo da Biblioteca. Perderam-se quase todas as obras adquiridas e os móveis foram roubados. O que sobrou da Biblioteca foi transferido para a Ladeira da Praça (Prédio nº 23 da Rua Visconde do Rio Branco). Um mês depois, ela retorna para o Palácio Rio Branco e lá permanece por três meses;

- Em seguida, no período de cinco meses, passa a ocupar uma sala do Arquivo Público, que funcionava na Escola de Belas Artes. Por fim, retorna à Rua Visconde do Rio Branco, dessa vez no Prédio nº 19, permanecendo no local até ser construída a sede própria em 1919;

- Em 28 de setembro de 1919 é inaugurada a primeira sede própria da Biblioteca Pública da Bahia, situada à Praça Rio Branco; 

- A Biblioteca Pública da Bahia assume importante papel junto à Universidade da Bahia, patrocinando curso intensivo de Biblioteconomia com ênfase na Catalogação e Classificação de Livros e, a partir de 1947, promovendo a instalação do curso de Biblioteconomia na Bahia;

- No ano de 1967, o Governo desapropria um terreno na Rua General Labatut, nos Barris e abre Concurso Nacional de Projetos em 1968, para construir novo espaço, mais moderno e funcional para a Biblioteca Pública da Bahia;

- Em 05 de novembro de 1970, na gestão do governador Luiz Viana Filho, é inaugurada a sede atual da Biblioteca Pública do Estado da Bahia.

Em 1994, o prédio da Biblioteca passa por uma reforma e seus setores são distribuídos. O setor de obras raras e a Subgerência de Atendimento ao Público (SIAP) foram para salas do Palácio Rio Branco. Metade do acervo raro e valioso foi levado e a outra continuou na Biblioteca. As outras subgerências e setores foram distribuídos em outras Bibliotecas Públicas de Salvador. Quatro anos mais tarde, a Biblioteca do Estado da Bahia é reaberta, com infraestrutura melhorada para a devida conservação de sua coleção e conforto dos usuários.

Um aspecto importante na história da Biblioteca é a conquista do espaço político-profissional da mulher no quadro funcional e na gestão desse equipamento público, comandado durante 156 anos somente por homens. A entrada de mulheres no seu quadro funcional ocorreu a partir de 1927 e, somente em 1967, Cândida Maria Santiago Linhares, Bacharel em Biblioteconomia, é a primeira mulher a assumir a direção da Biblioteca.
Recomendar esta página via e-mail: