Histórico

BJMJRITAPARICABANNER

A Biblioteca Juracy Magalhães Júnior-Itaparica foi idealizada por expressivas personalidades da vida cultural e política da Bahia, liderada pelo general Juracy Montenegro Magalhães, governador do Estado por três períodos. Foi inaugurada em 27 dezembro de 1968.

Em 2001, foi doada ao Governo do Estado da Bahia e passou a ser gerida pela Fundação Pedro Calmon – Centro de Memória e Arquivo Público da Bahia, através de sua Diretoria de Bibliotecas Públicas – DIBIP.

Registra-se também que o renomado escritor João Ubaldo Ribeiro, quando residia em Itaparica, ocupou uma sala do prédio da Biblioteca durante seis anos, onde escreveu alguns dos seus preciosos trabalhos literários, entre eles, O Sorriso do Lagarto e traduziu para língua inglesa a obra-prima Viva o Povo Brasileiro.

A Biblioteca Juracy Magalhães Júnior-Itaparica tem se pautado por prestar relevantes serviços à comunidade da Ilha de Itaparica, cedendo seu espaço para eventos comemorativos de fatos históricos e culturais, tornando-se uma referência para os estudantes, pesquisadores e professores itaparicanos ou visitantes.

A Biblioteca Juracy Magalhães Júnior-Itaparica, Unidade integrante do Sistema de Bibliotecas Públicas Estadual, localizada na Cidade de Itaparica, é a única biblioteca pública estadual em toda a Ilha de Itaparica. Ao longo dos seus 47 anos de existência, vem desempenhando o papel de centro difusor da cultura para a comunidade local, estendendo-se às regiões do Recôncavo Baiano, mediante a realização de parcerias com instituições públicas, particulares e organizações não governamentais.

Extrapolando o papel de mera coleção de livros e publicações, estimula as iniciativas de arte e cultura, resgatando as tradições de nosso povo e, incorporando as ações de produção cultural, a Biblioteca realiza eventos de pequeno, médio e grande porte. 


Patrono


Juracy Magalhães Júnior, filho do Governador da Bahia Juracy Montenegro Magalhães, nasceu no dia 30 de agosto de 1936, em Salvador-BA e morreu no dia 04 de abril de 1963, da mesma Capital. Viveu a vida de criança e de jovem com a autenticidade que marcou a sua invulgar personalidade. Cursou Direito, fez o primeiro ano do curso na Faculdade do Catete, depois transferiu-se para a Faculdade de Direito da Bahia e formou em 1959.

Sua inteligência, cultura, afetividade e o modo sério com que encarava os problemas da vida, criavam em torno dele um ambiente de apoio e solidariedade, raramente desfrutado por alguém da sua idade. 

Destacou-se na política e em cargos administrativos. Foi deputado estadual e Subchefe da Casa Civil do presidente Jânio Quadros. Deu muito brilho aos postos que exerceu, neles imprimindo a nota da competência, da bondade e da humildade que lhe eram características.  

Juracy Magalhães Júnior foi casado com Lucy Nogueira Magalhães e teve dois filhos com ela: Juracy Magalhães Neto e Mauricio Nogueira Magalhães. 

É autor da “A Luta de Minha Geração” (publicação póstuma). 

Recomendar esta página via e-mail: