Histórico

BJMJRSALVADORBANNER


No final da década de 60, um novo espaço era inaugurado em um dos bairros com atividades culturais mais intensas de Salvador. Com uma vista para a Baía de Todos os Santos, a Biblioteca Juracy Magalhães Jr. (BJMJR) foi instalada no Rio Vermelho com foco no público infantil. No entanto, a visita constante de um público de diferentes faixas etárias fez com que a biblioteca se tornasse uma referência para professores, pesquisadores e estudantes. Ao longo de mais de quatro décadas, a biblioteca se tornou também uma presença marcante na vida do próprio bairro. Hoje, situada no encontro da Rua Guedes Cabral com Borges dos Reis, a BJMJR reúne um grande acervo que conta a história do Rio Vermelho. 

Patrono

Juracy Magalhães Júnior, filho do Governador da Bahia Juracy Montenegro Magalhães, nasceu no dia 30 de agosto de 1936, em Salvador-BA e morreu no dia 04 de abril de 1963, da mesma Capital. Viveu a vida de criança e de jovem com a autenticidade que marcou a sua invulgar personalidade. Cursou Direito, fez o primeiro ano do curso na Faculdade do Catete, depois transferiu-se para a Faculdade de Direito da Bahia e formou em 1959.

Sua inteligência, cultura, afetividade e o modo sério com que encarava os problemas da vida, criavam em torno dele um ambiente de apoio e solidariedade, raramente desfrutado por alguém da sua idade. 

Destacou-se na política e em cargos administrativos. Foi deputado estadual e Subchefe da Casa Civil do presidente Jânio Quadros. Deu muito brilho aos postos que exerceu, neles imprimindo a nota da competência, da bondade e da humildade que lhe eram características.  

Juracy Magalhães Júnior foi casado com Lucy Nogueira Magalhães e teve dois filhos com ela: Juracy Magalhães Neto e Mauricio Nogueira Magalhães. É autor da “A Luta de Minha Geração” (publicação póstuma). 

Recomendar esta página via e-mail: